INSTITUCIONAL

Visitação técnica abre as portas do STJ para futuros advogados
Mostrar aos estudantes de Direito a estrutura e o funcionamento do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Essa é a proposta do evento “Visitação Técnica: Conhecendo o STJ”, promovido semestralmente pelo Tribunal. Já na sua quarta edição, a visitação reúne estudantes de todas as unidades da federação, oferecendo a oportunidade para 30 participantes a cada vez. Segundo a Secretaria de Gestão de Pessoas, que organiza o evento, há uma média de 800 inscrições por evento – nessa edição, foram 624.

Rosa Christina Penido Alves, chefe da Seção de Ações da Cidadania Organizacional, destaca que a resposta dos visitantes é muito positiva. “Eles ficam particularmente interessados em saber como o STJ lida com o processo eletrônico, introduzido pela Lei 11.419/06”, observou. A visita dura cinco dias, de segunda a sexta-feira. Entre outras atividades, haverá um estudo do uso das ferramentas de pesquisa de jurisprudência, acompanhamento de uma sessão de julgamento e visita a gabinetes de ministros.

Uma das participantes do evento é a estudante Jaciana da Silva Oliveira, do Instituto de Educação Superior da Paraíba. Ela soube da visitação pelo site do STJ e ficou bastante interessada na virtualização dos processos. “O Tribunal é muito importante para a uniformização da jurisprudência nacional, e a diminuição do lapso temporal pelo uso da informática é muito importante para isso”, observou.

A importância da uniformização também é um destaque para o estudante Donato Volkers, da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). “Sempre tive curiosidade de conhecer o Tribunal. Essa iniciativa ajuda a suprir uma lacuna do curso, que nem sempre trata os tribunais superiores em profundidade”, opinou.

A carioca Cristina Szwarcfiter, estudante da Faculdade Brasileira de Ciências Jurídicas, destaca que muitos advogados conhecem pouco o STJ. “Muitas vezes as faculdades não tratam em profundidade o recurso especial no STJ e o recurso extraordinário no Supremo Tribunal Federal”, ela explica. Uma das palestras que a estudante mais apreciou foi sobre a pesquisa de jurisprudência no site do STJ. Apesar de já utilizar esse recurso, Cristina afirma que agora ela tem uma visão muito mais profunda e conhece melhor a ferramenta. “Tenho certeza de que até o fim da visita conhecerei muitas outras ferramentas para o exercício da advocacia”, concluiu.




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ação Trabalhista

José Dirceu deve entregar sua carteira da OAB até o final desta quarta

Nos julgamentos em lista, tribunais não deliberam verdadeiramente